segunda-feira, 30 de julho de 2018

Pesca Adiada é Pesca Perdida

Pesca Adiada é Pesca Perdida

Se você  foi pescar neste fim de semana pescou muitos Papa Terras, e dos grandes. Se não foi....

Fotos da pescaria do Breno Albernard Silveira ,  o Breninho , que nos deu a grande satisfação de estar conosco este sábado junto com a belíssima família





Breno Carrion



Hoje rendeu 58 Papa-Terras o dia inteiro para este pescador




Eduardo e Luciano sábado pela manhã ,passaram a noite.






Sérgio Luis Pereira sábado e domingo








sexta-feira, 27 de julho de 2018

Vídeo da pescaria da tarde de 27-7-2018 Sexta Feira


Transmissão ao vivo da Plataforma de Cidreira
                                             grande pescaria de Papa Terras 



Mais sobre sexta feira 27-07-2018




quinta-feira, 26 de julho de 2018

Chuva ,Pescadores e Peixes


Chuva ,Pescadores e Peixes

Apesar da chuva  de hoje 25-07-18 ,Alguns corajosos pescadores estão tirando Papa-Terras.  A Esposa de um pescou Papa-Terras (foto) e mais alguns miúdos que jogou fora .Ela estava iscando com minhoca e camarão,mas os peixes estavam vindo no sete barbas.

Abaixo já no segundo tanque, onde um pescador estava trocando o rabicho, havia um grande cardume de Peixes Rei comendo algas na espuminha marrom (foto) .Esse pescador ia colocar rabicho de Reis .Se você  estivesse ali certamente ia produzir bastante





quarta-feira, 25 de julho de 2018

Mistérios do Mar


O nosso misterioso mar a cada dia nos trás agradáveis surpresas.Muitas crenças,que praticamente eram lei entre os pescadores,como não ir pescar na ressaca,ou quando ventava minuano .ou mesmo quando chovia.Parece que eram apenas crenças…

Eis que alguns pescadores se aventuraram nesses climas e começaram a se fartar de Papa-Terras.

E qual a explicação? Claro que com a ressaca os peixes não sumiam do mapa e talvez com a revirada das águas muito alimento é trazido do fundo.Outra hipótese é de que os pescadores artesanais que largam suas rede no mar as recolhem para não perde-las ,isso deixa caminho livre para os peixes chegarem até a Plataforma sem serem pescados por centenas de redes antes de chegarem até nós.

Tudo isso é apenas conjectura.Mas o certo que de agora em diante quem se aventurar a enfrentar chuvas e ressacas será bem premiado.

quinta-feira, 19 de julho de 2018

As Chuvas e a Pesca


As chuvas e a Pesca




Neste dias em que as chuvas estão sendo abundantes em nosso litoral. Você tem seu dia a dia cheio de contratempos que o leva a perguntar: Por que chove tanto de uma vez só?

Mas se você como pescador sabe que estas chuvas enchem até de mais todas as lagoas e mini lagoas ao longo do litoral. E que num momento certamente elas vão transbordar.

Como o nível do mar é sempre mais baixo, a água tende a seguir em sua direção através das barras e córregos que ligam essas lagoas ao oceano. Esses rios às vezes caudalosos trazem consigo matérias orgânicas, algas, pequenos crustáceos, camarões e muitos peixinhos que se aventuram a conhecer o mar tal quais aquelas tartaruguinhas que vemos em filmes em direção ao mar.

Lamentavelmente, nos loteamentos e povoados que foram surgindo, muitas saídas de lagoas foram fechadas. Às vezes até muitas lagoas foram soterradas pela mão de loteadores em busca de maior espaço para novos terrenos.

No caso especifico de Cidreira uma lagoa que existia atrás da Rua Osvaldo Aranha, nas proximidades onde hoje é uma caixa d’água da Corsan, o nome da lagoa não me lembro (se alguém souber me ajude). Dela resta apenas um pequeno córrego que insiste a desaguar , cuja saída é próxima ao chamado Parque V.

Já a Lagoa de Cidreira entre outras, tinha uma barra que desembocava ao mar junto ao Farol. Se você pegar as suas crianças e visitar a praça do farol vão ainda ver vestígios deste braço que hoje é tipo de um laguinho próximo a saída da Rua Elis Regina ao mar.
Sem falar em outros córregos que hoje são saídas de esgotos clandestinos, por exemplo, aquele que corre ao lado do ginásio de esportes..

Mesmo no centro temos a Rua do Arroio em homenagem ao arroio que foi “canalizado”. E, que quando chove transborda todo centro de Cidreira.

Todas essas obras diminuíram a piscosidade em nome de um aproveitamento do solo feito numa época em que não havia conhecimento da preservação.

Mas. Ainda temos muitas saídas não poluídas abaixo de Quintão. E aqui em Cidreira entre Salinas e Jardim do Edem.

Imagine você o que uma lagoa do Peixe, por exemplo, com suas riquezas de vida aquática fornece ao oceano em termos de povoação e alimentos marinhos.

Com o contato destes materiais ao mar a cadeia alimentar se expande e a peixarada chega à costa faminta. Assim mais nutrientes, mais peixes  na costa e  maior a possibilidade de pescarmos mais.

Vendas de Passaportes Plataforma de Cidreira (clique aqui)