quinta-feira, 14 de março de 2019

Onde Lançar suas Iscas na Plataforma de Pesca de Cidreira

É comum entre os pescadores lançar a isca sempre o mais longe possível da praia ou da margem onde a plataforma se inicia. Não podemos dizer que se trata de uma  decisão errada, mas quando o assunto é pesca em plataformas a pratica demonstra que o que devemos fazer é um pouco diferente disso. Aliás, o mais longe aqui pode até afastá-lo do alvo desejado.
A plataforma é projetada para que o  pescador tenha  uma posição privilegiada, o que  nem sempre torna necessário um longo arremesso para se ter sucesso nas capturas. A estrutura aproxima o pescador de pontos distantes, que você não alcançaria sem ela. Ou seja, seu arremesso pode e deve ser curto. A respeito, é  comum que a estrutura esteja construída sobre pelo menos dois canais.
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé, pessoas andando, céu, oceano, nuvem, atividades ao ar livre e natureza
Outro detalhe que torna os arremessos longos desnecessários é o acúmulo de organismos vivos que se agregam à estrutura da plataforma, tornando as  colunas  uma ceva natural, transformando este elemento artificial em um ambiente rico para uma alimentação dos peixes.
Use caniços de 1,80 a 3,80m para arremessar por baixo, em direção dos canais ou das colunas onde há uma variedade de alimentos para os peixes se concentrarem.
Procure se orientar ao entrar em uma plataforma como a de Cidreira ou semelhante. Repare onde estão os canais. Uma boa maneira é  ver o lugar onde  as ondas somem e mais à frente voltam a quebrar. Entre esses pontos há um canal mais profundo que concentra mais peixes. Estar num desses pontos é um bom caminho para o sucesso.
Para saber onde ancorar sua isca, observe como a maré corre. Caso não tenha a chance de estar num desses pontos, preste atenção em um local em que, com pouco esforço, é possível manter  sua isca perto das colunas de sustentação. Detalhe: quanto mais próximo dos canais, melhor. Também vale ir para a parte da frente onde, teoricamente, há mais  profundidade.

Pagina em destaque

Como iscar com Sardinha