quinta-feira, 18 de abril de 2019

Qual melhor lua para pescar?



Muito se fala sobre a influência da lua e das marés na
 produtividade da prática da pesca. São realmente fortes 
influências, que tentaremos explicar com simplicidade 
e clareza para aqueles que não sabem como estes 
elementos interferem na pesca. 
São conhecimentos imprescindíveis para qualquer pescador esportivo.
O movimento da marés tem causa nas atrações 
gravitacionais existentes entre a Terra, a Lua e o Sol. 
O posicionamento da Lua e do Sol em relação à Terra
 determinam como se comportam os níveis do mar, e 
conseqüentemente dos rios e canais litorâneos. 
Por isso, temos as marés grandes e pequenas, 
ou comumente chamadas de marés vivas e mortas.
Afirmar categoricamente qual melhor maré ou lua para se 
praticar a pesca é algo impossível. Entretanto, é fato que nas 
chamadas marés pequenas mortas, que acontecem quando 
a Lua está em fase minguante ou crescente, a correnteza é 
menor, facilitando o posicionamento das iscas onde se deseja. 
Outro fato, é que nestas marés, os peixes terão uma área menor
 a circular na sua busca por alimentação, já que teremos um
 considerável volume água a menos nas áreas de pesca.
 Em verdade, seguindo estas considerações, podemos dizer 
que nas luas de quarto, ou nas marés mortas, a produtividade 
da pesca tende a aumentar. Mas não podemos esquecer que
 as variantes existentes em função dos lugares, das espécies 
de peixes, entre outras, podem modificar esta colocação e, por isso
 mesmo, nunca devemos desprezar a análise de conhecedores da
 região onde se pretende pescar.
Em outras palavras, se quiser fazer um
estudo antecipado do local de pesca desejado, faça
 um cruzamento da tábua de maré com o calendário
 lunar, veja quando ocorrerão as marés mortas, mas
 não esqueça de consultar um pescador nativo
da região. Existem peixes que costumam ser
 mais encontrados em marés vivas, dependendo do local.

Na Lua nova existe uma falta de luminosidade lunar que faz com que os peixes 
fiquem no fundo das águas, período neutro.

Na Lua crescente a luminosidade ainda é pequena e são pouco os peixes que
 sobem a superfície, período regular.
Na Lua cheia a luminosidade é intensa, fazendo com que os peixes sejam atraídos para
a superfície e provocando também um aumento de seu metabolismo e portanto de seu apetite, período ótimo.
Na Lua minguante nesta fase os peixes ainda estão na parte mais rasa das águas,
 aproveitando o que resta da luz, período bom.

Fonte:https://blog.pescacananeia.net.br/



Uma curiosidade dos nossos antepassados.


Na época de Minha avó não tinha canal do tempo.
 ela fazia previsões através da observação. 
Às vezes acertava, às vezes não. Dizia ela muito categórica:
Céu azul escuro: vento.
Céu claro e brilhante: bom tempo.
Céu azul leitoso: chuva.
Céu limpo com clarões no horizonte: tempo bom e calor .
Céu uniforme encoberto: calmaria.
Céu sem nuvens: vento.
Céu avermelhado ao pôr do sol: bom tempo no dia seguinte.
Céu amarelo brilhante ao, entardecer: 
geralmente é sinal de vento no dia seguinte.
Céu amarelo pálido: pode significar chuva.
CÉU Amarelo e alaranjado antes do pôr do sol: prenúncio de mau tempo.
CÉU Avermelhado antes do pôr do sol: prenúncio de bom tempo.
CÉU Avermelhado no nascer do sol: significa mudança de tempo.
Lua cheia com coroa ao seu redor: prenúncio de vento forte.
Lua com aureola de cerração: chuva
   

segunda-feira, 15 de abril de 2019

Pesca e a temperatura da água do mar

As variações de temperatura na água (mesmo que reduzidas) podem
afastar os peixes para zonas em que se sintam mais confortáveis.
 Os receptores de temperatura, na superfície corporal dos peixes, 
geralmente detectam diferenças de temperatura na
 ordem de 0,1ºC a 0,03ºC.  A temperatura da água difere bastante da 
temperatura ambiente, da proximidade e tipo de costa. 
Será o termômetro uma ferramenta indispensável ?
 O conhecimento da espécie e dos seus hábitos 
é fundamental. A experiência do pescador ensina-o que em
 determinadas águas existe uma espécie ou outra, 
mas nenhum de nós tem a noção da temperatura da água
 a profundidades maiores. Saber a temperatura da água torna-se
 uma ferramenta útil na definição do pesqueiro 
e da espécie a capturar evitando duas ou três horas de pesca
 em determinado local que, pela temperatura da água, aquela
 espécie não pode estar. A temperatura da água, na generalidade
 dos casos, diminui quando a profundidade aumenta.
Existem peixes que se sentem melhor 
em águas mais frias , outros de espécies tropicais
e subtropicais em águas bastantemais quente e ainda outros
 em que a margem de conforto térmico é mais ampla como 
por exemplo as Corvinas.

A temperatura à superfície
  • A temperatura da água é influenciada pelo sol ao incidir diretamente, por zonas 
  • de contacto próximas, rochas que absorveram energia solar durante o dia ,
  •  por águas paradas (baías, enseadas). As zonas de encontro entre águas 
  • de diferentes temperaturas, são zonas onde é comum existirem peixes, 
  • a explicação base é a de que nestas zonas existe uma zona próxima
  •  em que a temperatura de 
  • conforto é a mais adequada. Locais com rochas meio submersas, locais 
  • como os pilares da Plataforma de Pesca de Cidreira, zonas de foz,
  •  saídas de portos de abrigo são 
  • normalmente localizações ideais para pesca junto à superfície.

17-04-2019-
Nos Boletins diários da   Plataforma de Cidreira
sempre é informada a temperatura da água do mar nas proximidades da 
Ilha do Amor.
Observando-se as estatísticas por longos anos ,se observou que
a temperatura ideal para a pesca dos Papa Terras é de cerca de 15 graus para baixo.
Sendo que 13 graus é a temperatura que mais propicia a pesca deste ótimo troféu .
Estou falando dos Papa Terras mais escuros. No verão quando a temperatura da água
chega aos 20 graus ,podemos pescar no primeiro Valo próximo a Ilha os Papa Terras 
mais claros ,meio prateados. Nesta temperatura são atraídos cardumes de Peixes Rei,
bem como de Pescadas e Enchovas,principalmente nas Proximidades do T .
Nos meses de abril e maio ,ainda com temperaturas altas encostam cardumes
 de Tainhas em volta da Ilha do Amor.

Sete mentiras que muito pescador acredita

Sete mentiras que muito pescador acredita

Existem falsas regras e crenças que muito pescador leva em consideração e deixa de aproveitar a pescaria

Confira as sete mentiras que muito pescador acredita:

1 – “Na semana passada a pescaria foi melhor”

Quem nunca chegou numa pousada e ouviu do grupo que está saindo ou dos próprios funcionários esta célebre frase? Pode ter certeza que na maioria dos casos é mentira!

2 – “Iscas de hélice devem ser sempre trabalhadas em alta velocidade” 

Esta dica é muito comum, mas o “sempre” é o que pega. Na verdade, muitas vezes os peixes estão mais manhosos e só atacam as presas que demonstram pouca resistência. Neste caso, acelerar o trabalho da isca pode ser um erro. 

3 – Equipamento caro faz pescar melhor

Cuidado ao ouvir isto, sobretudo em uma loja. Quem faz a pesca é o pescador, não o equipamento. É claro que a escolha deve ser a melhor possível,  mas muitas vezes as opções mais baratas são tão eficientes quanto às custosas. 

4 – Pescar sem licença não faz diferença 

Sabe aquele amigo que fala “para quê licença, não tem fiscalização, não perca tempo”. Não dê ouvidos para ele. Pode ser que em algumas ocasiões ele conseguiu pescar e passou impune. Mas não espere para ver.
Pescar sem licença não é crime, mas rende multa e apreensão dos equipamentos – certamente muito mais caro do que o valor que você vai desembolsar para ter a carteirinha. 

5 – Em tempo frio e chuvoso não pega peixe

Esta é uma das maiores bobagens já ditas entre pescadores. É mais fácil e mais honesto o sujeito admitir que está com frio e certa preguiça. O peixe não foi embora da água. Está ali, talvez mais manhoso, mas se bem estimulado vai atacar. Como diz o famoso pescador Juninho: “só pega peixe quem pesca”. 

6 – Equipamento leve aumenta esportividade

Se você subdimensionar o equipamento para um determinado peixe, você pode estressar demais o peixe e no momento da soltura reparar que ele está quase morto. 

7 – Carretilha mais rápida é sempre melhor

 Para toda isca de toque e que exige recolhimento, a carretilha rápida é, de fato, mais interessante. No entanto, com o trabalho da isca feito diretamente com o recolhimento, uma carretilha rápida não é a mais indicada.
Use como exemplo a marcha da bicicleta em uma ladeira: neste caso você vai precisar de uma marca leve – o que na pesca implicaria na carretilha rápida. Já no percurso plano, que seria o equivalente a trabalhar uma isca de meia-água, você usaria uma marcha mais pesada para ter conforto e menos desgaste, o que podemos comparar com a carretilha mais lenta. 

sexta-feira, 12 de abril de 2019

Molinete x carretilha: qual é melhor para peixe grande?

Molinete x carretilha: qual é melhor para peixe grande?

Dois dos nossos especialistas, Tuba e Juninho, opinam sobre este tema

Molinete ou carretilha: qual é melhor para peixe grande? A dúvida entre o uso dos dois equipamentos de mesma função deixa muitos pescadores aflitos. Na verdade, ambos funcionam em qualquer situação, mas podem oferecer vantagens em modalidades específicas.
Tuba indica carretilhas de perfil redondo, por causa do maior torque proporcionado pelo tamanho das engrenagens. E para o corrico, por terem freios mais precisos. Já para a pesca com jigs, o molinete se destaca pela facilidade no manuseio.
Tanto com molinete ou com carretilha, o pescador deve mesmo ficar muito atento à regulagem do freio. O correto é deixá-lo com 1/3 a ¼ da resistência da linha usada.
Por exemplo: se a linha for de 30 lb, o pescador deve regulá-lo para 7 lb mais ou menos. Com o uso do aparelho drag checker ou com o auxílio de um alicate fish grip ou balança. “Acredito que essa é a melhor maneira de ajustar o equipamento”, opina Tuba.
Regulado o aparelho, o pescador não deve se esquecer de fazer “o movimento de braço” para cansar o peixe mais rápido.
“Em alguns momentos, temos que forçar a parada total do movimento do peixe, para evitar que ele vá a locais cheios de estruturas perigosas”, lembra Juninho.


quinta-feira, 4 de abril de 2019

Como Pescar Tainhas no Anzol na Plataforma de Cidreira




Iniciando o outono começam a encostar cardumes de Tainhas em volta da Ilha do Amor na Plataforma de Cidreira.Pois ali se concentram grandes quantidades de Algas ,que é o seu alimento preferido. Como  são grandes quantidades de Peixes ,em breve vão rareando estes alimentos. Então as Tainhas começam a ficar com mais fome ,e começam a experimentar novas alternativas de nutrientes.

Luciano Brunetta .Pescador constante de Tainhas na Plataforma de Cidreira

Neste cardápio os pescadores tem sucesso principalmente com figado de Boi ,deixado descansar de um dia para outro,ou secar ao sol.Muitos usam tingir com groselha,ou corante vermelho de bolo.

A gama de iscas é grande como: Peito de Frango ,neste colocam groselha para ficar vermelha,camarão fedido,tripa desidratada,testículo de boi ,miolo de pão,miçangas ,Ova de Papa Terra congelada e assim vai.
Sempre se tentando até achar a escolha do dia.Pois é muito variável a sua preferencia.
Outro segredo é achar a profundidade que se encontra o cardume .Muitos pescadores usam boias que vão regulando até a altura perfeita.
Pode-se Cevar com um saco de pão ,tendo se o cuidado para ancorá-lo com uma corda amarrada a uma pedra.Quando a farinha começa a se espalhar ao mar,e você notar que elas estão nadando ao redor, lance seus anzóis
 nas proximidades ,tendo o cuidado de não enganchar no saco da ceva.






A boca da  tainha é pequena,portanto use  anzol de 8 a 14,de preferencia não use anzol preto. Coloque uma isca não maior que um grão de feijão ,para caber na sua boca .


segunda-feira, 1 de abril de 2019

Memória das linhas.

Memória das linhas



Devido à forma como estão enroladas nos carretéis 
as linhas têm a tendência a assumirem a forma de espirais.
 A capacidade de resistência a estas deformações determina
 a memória das linhas, sendo sempre melhor linhas 
com baixas memórias.


Cores das linhas: Transparentes ou coloridas, tudo depende 
das opções dos pescadores. As cores vivas possibilitam uma melhor
 visibilidade da linha, permitindo aos pescadores verem 
onde estas caem e por onde passam, o que é importante para 
quem pesca ao lado
 de outros pescadores,no caso de cruzamentos.



                                                                                                                                                            

Dica sobre a conservação da linhas de pesca.




A forma que alguns pescadores utilizam
 para conservarem 
as linhas de pesca em condições aceitáveis
 pelo maior tempo possível consiste em
 após a chegada da pescaria, passarem 
as bobinas dos molinetes ou carretilhas
 por água doce corrente durante uns 
momentos e depois deixá-las
 de molho, completamente submersas,
 dentro de um recipiente com água
 doce a que adicionam uma colher 

de sopa de vaselina líquida, 
durante 2/3 horas.
 Com este método garantem um
 período de vida muito maior às linhas, bem como
 as respectivas características. 


quinta-feira, 28 de março de 2019

Iscas Usadas na Plataforma

Lulas

Encontrada praticamente em qualquer peixaria. Na praia, usa-se geralmente as lulas pequenas, cortadas em tiras ou pedaços. A maior vantagem é que dificilmente se solta do anzol.
- Dica: A lula pode ser congelada em pequenos pacotes, dentro de saquinhos plásticos. 

Muito usadas na Plataforma de Pesca Cidreira,mas pouco faladas são as Lulas como iscas.Você pode comprá-las nos bares de cima e de baixo do nosso píer.Ali o pessoal vai lhe ensinar como usá-las. As Lulas são alternativas para os Camarões ,Minhocas,Sardinhas etc.. A sua vantagem é que são muito mais difíceis de escaparem dos anzóis.Há casos de que com uma iscada só se fazer vários lançamentos após despescar vários peixes.Elas podem ser utilizadas para pesca de Papas e Bites,Pampos e Bagres.Também você terá bons resultados com Corvinas,Garoupas ,Pescadas e Enchovas.Por serem iscas duras ,é muito importante a substituição constante dos anzóis ,que a cada iscada ficam rombudos e perdem o fio.

Corruptos

Isca nobre para qualquer pescaria.

Esse crustáceo é considerado a melhor isca para a pesca de praia. Pode ser encontrado em praias rasas de areias duras e escuras do litoral brasileiro.
- Captura: Feita durante a maré baixa (ente -0,2m e 0,1m) com auxílio de uma bomba de sucção confeccionada em PVC. Ele se aloja nos pequenos orifícios que ficam soltando água na areia. O pescador deve ficar atento à tábua das marés.
- Dicas: Os corruptos são iscados preferencialmente vivos, inteiros ou em forma de “bolsinha”. Para sua conservação, são colocados dentro de uma garrafa plástica com um pouco de sal grosso, completada com a própria água do mar e, em seguida, congelada. 


Veja mais

Mariscos com casca

Isca boa para Corvinas,Borriquetes e Miraguaias

Veja Mais


Camarões

Das iscas naturais é a mais popular, obtendo sucesso na captura de quase todos os peixes. A eficácia dos resultados depende muito da qualidade do camarão, que deve ser preferencialmente fresco e sem conservantes químicos (como o metabissulfito de sódio). Usa-se também o camarão desidratado em sal iscado em pedaços, na maioria das vezes sem casca. Os mais usados são ferrinho, sete barbas e branco. No período de defeso (ver quadro) encontramos o camarão cinza.
- Dica: Para a conservação dos camarões, cortamos suas cabeças com o auxílio de uma tesoura, lavando-os em seguida com água do mar e colocando-os em recipientes como pequenas embalagens plásticas, saquinhos ou potes de margarina. Assim, estão prontos para ir para o congelador. 


Minhocas da Praia



Outra boa isca na beira de praia, temos bons resultados com Papas , cocorocas, bagres e principalmente pampos, embora não seja encontrada em todas as praias.
- Captura: Nas praias com areias mais escuras, a minhoca é atraída com restos de peixe colocados na entrada de sua toca, na forma de pequenos furos na areia. Quando aparece para pegar a “isca”, deve ser puxada com as mãos para fora, com cuidado, para não romper seu corpo. Em praias de areias mais claras e fofas, costuma-se usar a enxadinha para chegar até ela.
- Dica: As minhocas são conservadas com fubá e embaladas em saquinhos plásticos, bandejas de isopor ou jornais. Então, podem ser congeladas. 


Sardinha

É a mesma que encontramos nas peixarias para nosso consumo. As espécies diferem de acordo com a região.
Dica: Pode ser iscada em pedaços ou em filés. Para conservá-las, enrolamos em jornal e levamos ao congelador. 



Tatuira

É aquele pequeno crustáceo que pode ser observado correndo e se enterrando na parte rasa de algumas praias.
- Captura: Feita quando as ondas quebram e começam a recuar. Deve-se cavar com força e agilidade para encontrá-lo, com as mãos ou com uma peneira.
- Dica: Para iscá-los, tira-se a casca, entra com o anzol na parte da cauda(parte mais fina) e sai na cabeça, deixando as patas viradas para fora e com o auxílio do eslastricot finalizamos a amarração. E pode ser iscado com casca por inteiro da mesma forma. 

Muitos pescadores preferem usá-las com casca


quinta-feira, 14 de março de 2019

Onde Lançar suas Iscas na Plataforma de Pesca de Cidreira

É comum entre os pescadores lançar a isca sempre o mais longe possível da praia ou da margem onde a plataforma se inicia. Não podemos dizer que se trata de uma  decisão errada, mas quando o assunto é pesca em plataformas a pratica demonstra que o que devemos fazer é um pouco diferente disso. Aliás, o mais longe aqui pode até afastá-lo do alvo desejado.
A plataforma é projetada para que o  pescador tenha  uma posição privilegiada, o que  nem sempre torna necessário um longo arremesso para se ter sucesso nas capturas. A estrutura aproxima o pescador de pontos distantes, que você não alcançaria sem ela. Ou seja, seu arremesso pode e deve ser curto. A respeito, é  comum que a estrutura esteja construída sobre pelo menos dois canais.
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé, pessoas andando, céu, oceano, nuvem, atividades ao ar livre e natureza
Outro detalhe que torna os arremessos longos desnecessários é o acúmulo de organismos vivos que se agregam à estrutura da plataforma, tornando as  colunas  uma ceva natural, transformando este elemento artificial em um ambiente rico para uma alimentação dos peixes.
Use caniços de 1,80 a 3,80m para arremessar por baixo, em direção dos canais ou das colunas onde há uma variedade de alimentos para os peixes se concentrarem.
Procure se orientar ao entrar em uma plataforma como a de Cidreira ou semelhante. Repare onde estão os canais. Uma boa maneira é  ver o lugar onde  as ondas somem e mais à frente voltam a quebrar. Entre esses pontos há um canal mais profundo que concentra mais peixes. Estar num desses pontos é um bom caminho para o sucesso.
Para saber onde ancorar sua isca, observe como a maré corre. Caso não tenha a chance de estar num desses pontos, preste atenção em um local em que, com pouco esforço, é possível manter  sua isca perto das colunas de sustentação. Detalhe: quanto mais próximo dos canais, melhor. Também vale ir para a parte da frente onde, teoricamente, há mais  profundidade.

quinta-feira, 25 de outubro de 2018

Pescando Corvinas





29 de outubro de 2018 segunda Feira
Neste final de semana,precisamente na sexta feira saíram mais duas corvinas na Plataforma de Cidreira


Lembro da primeira Corvina que saiu na Plataforma de Cidreira.Era em 1983 ,e o Pier estava recém desbravando o mar,mas os pescadores,  entre  os operários, peças de obras e maquinários divertiam-se com a novidade ,que era essa obra que mudaria o perfil da praia de Cidreira e o Litoral.
Havia um  pescador de idade que morava no centro de Cidreira,o sr.Hugo ,que usava um Jeep Willys vermelho sem capota ,onde ele deixava sempre as suas tralhas de pesca,inclusive iscas não usadas .Foi assim que , em um belo dia de setembro , ele se instalou nos andaimes da obra do pier ,e iscou com aqueles mariscos já de dias .Não sei se foi a sorte ou o cheiro,mas ele sacou uma grande Corvina ,a primeira de muitas,ajudado por outros pescadores ,pois  não conseguiu sozinho devido ao estado etílico que sempre o acompanhava.Não haviam Cocas naquela época,então os pescadores levaram o seu caniço até a praia,que era proxima para finalmente despescar o troféu que ficou pendurado a mostra por muitas horas ,aos olhares admirados de novatos pescadores.Depois ele a amarrou ao lado de fora de seu jeep e desfilou com a "caça" dando voltas pela cidade até chegar a sua casa.

Voltando a 2018 estamos agora na época dos cardumes de Corvinas, que vêm a procura dos pilares em busca de alimentos.Quem lança ali próximo tem grandes chances.As iscas podem ser mariscos,minhocas e agora com a safra de Camarões Sete Barbas estes podem ser usados com sucesso.Os mais impetuosos poderão iscar com Siri na expectativa de um Borriquete ou quem sabe a tão sonhada Miraguaia.

Corvina pescada em 23 de outubro de 2018
Corvina Carbonera



A Corvina Carbonera viaja desde a  Baia de Samborombón no estuário do Rio Prata na Argentina .Algumas sobem até o litoral uruguaio.E algumas chegam até o litoral da Plataforma de Cidreira.
Também é chamada La Corvina Negra
Pescada com isca de filezinho de Sardinha preta. Também saem no Marisco.


Veja mais informações sobre a Corvina Carbonera e Negra












quarta-feira, 3 de outubro de 2018

Noticias do Pesqueiro


Veja as Fotos das Pescarias de Outubro de 2018

31  de outubro de 2018
A Corvina Carbonera viaja desde a  Baia de Samborombón no estuário do Rio Prata na Argentina .Algumas sobem até o litoral uruguaio.E algumas chegam até o litoral da Plataforma de Cidreira.
Também é chamada La Corvina Negra





Veja mais informações sobre a Corvina Carbonera e Negra



29 de outubro de 2018 segunda Feira

Neste final de semana,precisamente na sexta feira saíram mais duas corvinas na Plataforma de Cidreira



24 de outubro 2018 quarta feira

Pescadas no T e PAPA-TERRA entre o Bar e os Banheiros

show de pesca







24 de outubro de 2018

Ontem foi de grande movimentação no T da Plataforma de Cidreira.Muitos Papas .A turma dos Reis satisfeitas. As pescadas saindo até de dupla .E mais tarde uma Bela Corvina .Todos atras da safra de camarão que está abundante.



23-10-2018  As Corvinas estão encostando





15 de outubro segunda feira 2018


O Feriado teve muito vento. Mas ,no ultimo dia compensou a  quem insistiu ,Pois o domingo estava um legitimo dia de primavera,com as famílias desfrutando com a criançada pescadora todo o esplendor de um Sol ameno.A pescaria foi boa .Apesar de muitos bagrinhos ,que quando vem espantam a peixarada. Sairam muitos Papa Terras e graúdos peixes Rei.Hoje de manhã o dia continua lindo.E ,conforme informações do Marcos Pinzon :Hoje estão saindo Peixes Rei no T
E Papa Terras antes do bar.


10 de outubro de 2018   

Esta noite saíram Camarões Sete Barbas nas redes dos pescadores artesanais .E já atraídos por esta isca encostaram Papas,Biterras e Pescadas .O mar está começando a se ajeitar  .Certamente esperamos que o feriado seja de bom tempo e muita pescaria.
Veja as fotos

8 de outubro de 2018

O vento Nordeste soprou forte no fim de semana .Mas sexta feira tínhamos um Sul forte o que propiciou  muitos Papa-Terras ,saindo inclusive um Corvina de 4,500 kg pescada por Rafael Brum da Silva .As Previsões é de que volte o Sul até quarta feira quando então o mar vai estar para peixes

3 de outubro de 2018

Depois de um longo tempo de pescarias de Papa Terras no primeiro valo,a ultima ressaca alisou deixando praticamente raso o entorno entre o Bar e a Ilha do Amor. Os pescadores se transferiram para o valo acima dos banheiros,até o T para lançar suas iscas.O  mar está propicio a mais uma ressaca.E chegando esperamos que depois ajeite e nos devolva novamente o primeiro valo com profundidade ideal para a pesca.

Soube que pescadores artesanais tiraram com suas redes,na Costa do Sol,nesta semana muitas Corvinas e Abróteas .

Bem, as Corvinas já estão na época ,e o ideal é deixar na espera nas proximidades das colunas dois anzóis com iscas reforçadas .Talvez um com Camarão,outro com mariscos etc.alternando o tipo de isca até acertar.Vale lembrar que a partir de Outubro começam a encostar os Borriquetes .E quem sabe algum sortudo este ano pesque uma Miraguaia?

As Abróteas,estes deliciosos peixes ,podem ser pescadas rente as colunas,bem no fundo com iscas brancas como peixes reis sardinhas,pois elas se entocam no fundo a espreita de alimentos para darem o bote.Temos muitos Pescadores especializados em Abróteas,mas o campeão mesmo foi o Português seu Hen-
riques que hoje reside em Portugal.

Hoje 4 de outubro de 2018 ,uns pescadores chegando entre os Banheiros e Lava-peixes em busca dos Papas e outros no T tentando Reis .Depois vou te dizer o que pescaram.

Ah!!! Já voltei .Pescaram já uma Corvinona e vários Papa-Terras .Veja as fotos:

E ai? quando tu vens pescar as tuas???

Os Papas Voltaram!!!
4 de outubro 2018 de tarde . Boa noticia : Começaram a sair Reis e Pescadas também .Veja fotos