quinta-feira, 28 de março de 2019

Iscas Usadas na Plataforma

Lulas

Encontrada praticamente em qualquer peixaria. Na praia, usa-se geralmente as lulas pequenas, cortadas em tiras ou pedaços. A maior vantagem é que dificilmente se solta do anzol.
- Dica: A lula pode ser congelada em pequenos pacotes, dentro de saquinhos plásticos. 

Muito usadas na Plataforma de Pesca Cidreira,mas pouco faladas são as Lulas como iscas.Você pode comprá-las nos bares de cima e de baixo do nosso píer.Ali o pessoal vai lhe ensinar como usá-las. As Lulas são alternativas para os Camarões ,Minhocas,Sardinhas etc.. A sua vantagem é que são muito mais difíceis de escaparem dos anzóis.Há casos de que com uma iscada só se fazer vários lançamentos após despescar vários peixes.Elas podem ser utilizadas para pesca de Papas e Bites,Pampos e Bagres.Também você terá bons resultados com Corvinas,Garoupas ,Pescadas e Enchovas.Por serem iscas duras ,é muito importante a substituição constante dos anzóis ,que a cada iscada ficam rombudos e perdem o fio.

Corruptos

Isca nobre para qualquer pescaria.

Esse crustáceo é considerado a melhor isca para a pesca de praia. Pode ser encontrado em praias rasas de areias duras e escuras do litoral brasileiro.
- Captura: Feita durante a maré baixa (ente -0,2m e 0,1m) com auxílio de uma bomba de sucção confeccionada em PVC. Ele se aloja nos pequenos orifícios que ficam soltando água na areia. O pescador deve ficar atento à tábua das marés.
- Dicas: Os corruptos são iscados preferencialmente vivos, inteiros ou em forma de “bolsinha”. Para sua conservação, são colocados dentro de uma garrafa plástica com um pouco de sal grosso, completada com a própria água do mar e, em seguida, congelada. 


Veja mais

Mariscos com casca

Isca boa para Corvinas,Borriquetes e Miraguaias

Veja Mais


Camarões

Das iscas naturais é a mais popular, obtendo sucesso na captura de quase todos os peixes. A eficácia dos resultados depende muito da qualidade do camarão, que deve ser preferencialmente fresco e sem conservantes químicos (como o metabissulfito de sódio). Usa-se também o camarão desidratado em sal iscado em pedaços, na maioria das vezes sem casca. Os mais usados são ferrinho, sete barbas e branco. No período de defeso (ver quadro) encontramos o camarão cinza.
- Dica: Para a conservação dos camarões, cortamos suas cabeças com o auxílio de uma tesoura, lavando-os em seguida com água do mar e colocando-os em recipientes como pequenas embalagens plásticas, saquinhos ou potes de margarina. Assim, estão prontos para ir para o congelador. 


Minhocas da Praia



Outra boa isca na beira de praia, temos bons resultados com Papas , cocorocas, bagres e principalmente pampos, embora não seja encontrada em todas as praias.
- Captura: Nas praias com areias mais escuras, a minhoca é atraída com restos de peixe colocados na entrada de sua toca, na forma de pequenos furos na areia. Quando aparece para pegar a “isca”, deve ser puxada com as mãos para fora, com cuidado, para não romper seu corpo. Em praias de areias mais claras e fofas, costuma-se usar a enxadinha para chegar até ela.
- Dica: As minhocas são conservadas com fubá e embaladas em saquinhos plásticos, bandejas de isopor ou jornais. Então, podem ser congeladas. 


Sardinha

É a mesma que encontramos nas peixarias para nosso consumo. As espécies diferem de acordo com a região.
Dica: Pode ser iscada em pedaços ou em filés. Para conservá-las, enrolamos em jornal e levamos ao congelador. 



Tatuira

É aquele pequeno crustáceo que pode ser observado correndo e se enterrando na parte rasa de algumas praias.
- Captura: Feita quando as ondas quebram e começam a recuar. Deve-se cavar com força e agilidade para encontrá-lo, com as mãos ou com uma peneira.
- Dica: Para iscá-los, tira-se a casca, entra com o anzol na parte da cauda(parte mais fina) e sai na cabeça, deixando as patas viradas para fora e com o auxílio do eslastricot finalizamos a amarração. E pode ser iscado com casca por inteiro da mesma forma. 

Muitos pescadores preferem usá-las com casca


quinta-feira, 14 de março de 2019

Onde Lançar suas Iscas na Plataforma de Pesca de Cidreira

É comum entre os pescadores lançar a isca sempre o mais longe possível da praia ou da margem onde a plataforma se inicia. Não podemos dizer que se trata de uma  decisão errada, mas quando o assunto é pesca em plataformas a pratica demonstra que o que devemos fazer é um pouco diferente disso. Aliás, o mais longe aqui pode até afastá-lo do alvo desejado.
A plataforma é projetada para que o  pescador tenha  uma posição privilegiada, o que  nem sempre torna necessário um longo arremesso para se ter sucesso nas capturas. A estrutura aproxima o pescador de pontos distantes, que você não alcançaria sem ela. Ou seja, seu arremesso pode e deve ser curto. A respeito, é  comum que a estrutura esteja construída sobre pelo menos dois canais.
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé, pessoas andando, céu, oceano, nuvem, atividades ao ar livre e natureza
Outro detalhe que torna os arremessos longos desnecessários é o acúmulo de organismos vivos que se agregam à estrutura da plataforma, tornando as  colunas  uma ceva natural, transformando este elemento artificial em um ambiente rico para uma alimentação dos peixes.
Use caniços de 1,80 a 3,80m para arremessar por baixo, em direção dos canais ou das colunas onde há uma variedade de alimentos para os peixes se concentrarem.
Procure se orientar ao entrar em uma plataforma como a de Cidreira ou semelhante. Repare onde estão os canais. Uma boa maneira é  ver o lugar onde  as ondas somem e mais à frente voltam a quebrar. Entre esses pontos há um canal mais profundo que concentra mais peixes. Estar num desses pontos é um bom caminho para o sucesso.
Para saber onde ancorar sua isca, observe como a maré corre. Caso não tenha a chance de estar num desses pontos, preste atenção em um local em que, com pouco esforço, é possível manter  sua isca perto das colunas de sustentação. Detalhe: quanto mais próximo dos canais, melhor. Também vale ir para a parte da frente onde, teoricamente, há mais  profundidade.